Amélie Chatin é enóloga da mais antiga casa de champanhe do mundo, a francesa Ruinart. O Expresso conversou com ela sobre o néctar obtido a partir das uvas Chardonnay. E, sem sair do tema, o Expresso falou com o escanção Manuel Moreira acerca dos melhores espumantes que se fazem por lá.

Veja a entrevista aqui.